Crédito para financiamento de veículos está próximo de atingir R$ 200 bilhões no ano


O cenário atual segue a tendência do ano, com um crescimento em ritmo desacelerado e menor que o de 2010, porém, de forma constante. As medidas macroprudenciais tomadas pelo Banco Central, em dezembro do ano passado, foram afrouxadas em novembro, mas, mesmo assim, a evolução da carteira deve manter-se na mesma proporção.

“A nova medida do BC ajuda a impulsionar as vendas para o fim do ano. Entretanto, será um processo moderado, o que nos leva a crer na mesma expectativa de aumento para o ano, equivalente a 10%”, afirma Décio Carbonari de Almeida, presidente da Anef.

Segundo a análise trimestral, feita pela Associação, sobre o escoamento de vendas, em setembro, as vendas à vista representaram 39% do total de veículos e comerciais leves comercializados. A opção pelo CDC atingiu 48% dos compradores e o Consórcio ficou com 7% das escolhas. A modalidade Leasing, em queda acentuada, teve apenas 6% de adesões.

Inadimplência

Em alta desde o começo do ano, o saldo de inadimplência no CDC de Veículos para Pessoa Física, acima de 90 dias, apresentou a expressiva marca de 4,7%, um aumento de 0,3 pontos percentuais frente ao mês anterior.

Segundo a Anef, os números superam as expectativas, mas ainda estão sob controle. “Esta situação no financiamento de veículos ainda fica abaixo do índice de atraso total de empréstimos para Pessoas Físicas que é de 7,1%. A expectativa é que essa trajetória comece a mudar nos meses iniciais de 2012”, avalia o presidente.

Taxa de Juros e Planos de Financiamentos

A taxa de juros teve estabilidade frente a setembro, fechando em 1,53% ao mês. Nos novos contratos, os planos de financiamento fecharam com a média de 41 meses, sendo que o prazo máximo oferecido permaneceu em 60 meses neste semestre.

Comerciais (Caminhões e Ônibus)

Para esse segmento a opção que recebe maior procura é a do Finame. Em setembro, os números chegaram a 71% neste módulo de compra. Os outros 29% se dividem entre compras à vista, financiamento, consórcio, leasing e Finame leasing, na respectiva ordem.

Motocicletas

As modalidades de pagamento nas vendas das motocicletas mantiveram-se intactas. O financiamento segue com 52% da procura. A outra metade fica entre consórcio, que equivale a 28%, e vendas à vista, com 20% das opções. O leasing já é uma modalidade esquecidas pelos compradores neste segmento.

Fundada em 1993, a ANEF representa as suas marcas associadas junto aos órgãos do governo, de entidades de classe e associações congêneres, divulga, esclarece e presta informações tanto à imprensa quanto aos consumidores em geral sobre as modalidades de financiamentos – CDC (Crédito Diretor ao Consumidor), Finame, Leasing e Consórcio –, nos segmentos automóveis, ônibus, caminhões e motocicletas. A entidade representa, hoje, 14 marcas e suas respectivas estruturas de serviços de financiamento, incluindo bancos, empresas de arrendamento mercantil e administradoras de consórcios vinculados à indústria automotiva.

Contatos para a imprensa

Printer Press Comunicação Corporativa – Assessoria de Imprensa da Anef
GUILHERME TREÜ (guilherme@printerpress.com.br) – (11) 5582-1620
FELIPE GUIMARÃES (felipe@printerpress.com.br) – (11) 5582-1603
DEZEMBRO/2011

Relações

A ANEF se relaciona com outras entidades de classe, associações de diversos segmentos, órgãos governamentais, autoridades e instituições de ensino, promovendo eventos e discussões de assuntos de interesse comum e disponibilizando informações gerais sobre o mercado. Dessa forma, a ANEF estreita cada vez mais a relação entre as suas associadas e essas entidades.

ANEF
Localização
  • Alameda dos Maracatins, 992

  •        Bloco B, 11º Andar, Conjs.112/114
           04089-001 São Paulo - SP
           

  • (11) 5531-7314

Contato