Crédito para financiamento de veículos fecha 2011 em R$ 200,6 bilhões


O cenário do crédito para financiamento de veículos, em 2011, foi fortemente marcado pelas medidas macroprudenciais do Banco Central (BC) iniciadas em dezembro de 2010. Esta é a avaliação da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras) que consolidou o saldo das carteiras de financiamento para a aquisição de veículos no ano: R$ 200,6 bilhões, que representam um crescimento de 7,9% na comparação anual.

O resultado aparentemente discreto – se confrontado com o crescimento recorde de 19,9% registrado em 2010 – está dentro das previsões da ANEF do início de 2011. A entidade já projetava uma tendência para o ano de crescimento em ritmo desacelerado e menor do que o obtido em 2010.

As medidas restritivas do BC foram abrandadas em novembro, mas isto não foi suficiente para uma retomada da aceleração. “Ainda é cedo para afirmar que teremos uma mudança de cenário nos primeiros meses de 2012, de modo que as projeções para o ano mantêm-se, por enquanto, no patamar de 8% a 10% de crescimento”, afirma Décio Carbonari de Almeida, presidente da ANEF.

Do saldo total registrado em 2011, R$ 172,9 bilhões correspondem à carteira de CDC, que registrou crescimento de 23,2% sobre 2010 (R$ 140,3 bilhões). Já o Leasing fechou o ano em queda de 39,3%, passando de R$ 45,6 bilhões em dezembro de 2010 para R$ 27,7 bilhões em dezembro de 2011.

As vendas à vista representaram 38% do total de veículos leves e comerciais leves. A opção pelo CDC foi a preferência de 50% dos compradores, enquanto o Consórcio representou 7% das escolhas. O leasing, em queda acentuada, foi a modalidade de menor adesão com apenas 5%. Nas vendas de veículos comerciais (ônibus e caminhões), o Finame lidera com 70% da preferência, seguido do CDC (13%), vendas à vista (12%), Leasing (3%) e Consórcio (2%).

Na aquisição de motocicletas, as modalidades mantiveram praticamente os mesmos índices de 2010. O financiamento lidera as preferências do consumidor com 52%, enquanto o Consórcio ficou com 27%. Vendas à vista de motocicletas representaram 21% das opções. O leasing ficou abaixo de 1% neste segmento.

Inadimplência

Destaque negativo de 2011, o saldo de inadimplência acima de 90 dias no CDC para pessoa física chegou à marca de 5% do saldo da carteira, um aumento de 2,5 pontos percentuais na comparação com 2010. Para a ANEF, este cenário está acima das expectativas, porém sob controle. A inadimplência no financiamento de veículos segue abaixo do índice de atraso total de empréstimos para pessoas físicas, que é de 7,1%.

“O consumidor nem sempre está suficientemente bem informado antes de assumir um financiamento, esquecendo-se de que o veículo acarreta outras despesas além da prestação mensal, tais como IPVA, combustível, pedágio e custos com manutenção periódica”, afirma Carbonari. O executivo ressalta que as instituições financeiras cumprem um papel importante de esclarecer o consumidor e somente conceder crédito a pessoas que realmente têm condições de assumi-lo.

“É importante ressaltar que, sob o aspecto financeiro, não é interessante para os bancos reaverem os bens por conta de inadimplência”, afirma o presidente, lembrando que na maior parte dos casos os veículos retomados chegam depreciados, desgastados e com débitos de IPVA e multas.

Planos e prazos de financiamento

Nos contratos firmados em 2011, a média dos planos de financiamento foi de 41 meses. Em 2010, esta média foi 44 meses. O plano máximo oferecido pelas instituições permaneceu em 60 meses.

Fundada em 1993, a ANEF representa as suas marcas associadas junto aos órgãos do governo, de entidades de classe e associações congêneres, divulga, esclarece e presta informações tanto à imprensa quanto aos consumidores em geral sobre as modalidades de financiamentos – CDC (Crédito Diretor ao Consumidor), Finame, Leasing e Consórcio –, nos segmentos automóveis, ônibus, caminhões e motocicletas. A entidade representa, hoje, 14 marcas e suas respectivas estruturas de serviços de financiamento, incluindo bancos, empresas de arrendamento mercantil e administradoras de consórcios vinculados à indústria automotiva.

Contatos para a imprensa

Printer Press Comunicação Corporativa – Assessoria de Imprensa da Anef
GREGÓRIO RUSSO (gregorio@printerpress.com.br) – (11) 5582-1620 / Celular (11) 6344-0441
FELIPE GUIMARÃES (felipe@printerpress.com.br) – (11) 5582-1603 / Celular (11) 8444-2609
FEVEREIRO/2012

Relações

A ANEF se relaciona com outras entidades de classe, associações de diversos segmentos, órgãos governamentais, autoridades e instituições de ensino, promovendo eventos e discussões de assuntos de interesse comum e disponibilizando informações gerais sobre o mercado. Dessa forma, a ANEF estreita cada vez mais a relação entre as suas associadas e essas entidades.

ANEF
Localização
  • Alameda dos Maracatins, 992

  •        Bloco B, 11º Andar, Conjs.112/114
           04089-001 São Paulo - SP
           

  • (11) 5531-7314

Contato