Média de juros para financiamento de veículos volta a baixar em maio


Acompanhando a tendência do mercado, as financeiras de montadoras apresentaram nova queda dos juros praticados no mês de maio. No período, a taxa média de juros aplicada pelo mercado estava em 1,77 % ao mês, enquanto a média praticada pelas Associadas da ANEF – Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras – foi 1,40%. A taxa média das associadas caiu 0,10 p.p. em relação a abril (1,50%) e 0,20 p.p. perante o mês de maio de 2011 (1,60%).

O saldo total das carteiras de financiamentos de veículos (CDC e Leasing) fechou o mês de maio em R$ 200 bilhões e seguiu a queda iniciada em abril, quando estava em R$ 200,7 bilhões. Comparado com o mesmo período de 2011, o saldo das carteiras apresentou aumento de 3,7%.

O saldo de crédito para aquisição de veículos por pessoas físicas seguiu, em maio, correspondendo a 4,7% do PIB nacional (estimado em R$ 4.266 trilhões) e representando 29,3% do total do crédito destinado às pessoas físicas no Brasil.

As medidas anunciadas pelo governo em 21 de maio não representaram grande variação no saldo referente ao período por ter influenciado em poucos dias úteis de vendas no período.

A liberação de crédito durante o mês foi de R$ 7.626 milhões, o que representou um aumento de 13% no período de 30 dias e uma queda de 13,3% sobre o montante de crédito liberado em maio de 2011 (R$ 8.797 milhões) para aquisição de veículos financiados (CDC).

Planos

Os Planos de Financiamentos seguiram sendo disponibilizados com prazo máximo de 60 meses, mas os planos médios ficaram em 40 meses em maio. Em abril, a média dos financiamentos era de 41 meses e em maio de 2011, de 44 meses.

Inadimplência

O saldo de inadimplência no CDC de Veículos para Pessoa Física, acima de 90 dias, apresentou nova alta de 0,2 p.p no mês de abril, atingindo 6,1%. Em maio de 2011, o saldo de inadimplência era de 3,6%.

Para a ANEF, apesar de considerar os números expressivos, a inadimplência no financiamento de veículos segue abaixo do índice de atraso do total de empréstimos para pessoas físicas, que é de 8%, e deve começar a estabilizar nos próximos meses, como reflexo das medidas governamentais de incentivo ao setor automotivo que atraiu clientes com uma renda maior. “Vale sempre lembrar que caso o cliente perceba, mesmo antes de ficar inadimplente, que terá dificuldades para efetuar seus pagamentos, esta pessoa deve procurar a instituição financeira e procurar a melhor negociação para evitar a situação de inadimplência. Da mesma forma, se já houver parcelas em atraso, procure a financiadora e verifique a melhor forma de ajustar e retomar o fluxo de pagamento das parcelas”, ressalta Décio Carbonari, presidente da ANEF.

Fundada em 1993, a ANEF representa as suas marcas associadas junto aos órgãos do governo, de entidades de classe e associações congêneres, divulga, esclarece e presta informações tanto à imprensa quanto aos consumidores em geral sobre as modalidades de financiamentos – CDC (Crédito Diretor ao Consumidor), Finame, Leasing e Consórcio –, nos segmentos automóveis, ônibus, caminhões e motocicletas. A entidade representa, hoje, 14 marcas e suas respectivas estruturas de serviços de financiamento, incluindo bancos, empresas de arrendamento mercantil e administradoras de consórcios vinculados à indústria automotiva.

Contatos para a imprensa

Printer Press Comunicação Corporativa – Assessoria de Imprensa da Anef
ANDERSON CAVALCANTE (anderson@printerpress.com.br) – (11) 5582-1620
FELIPE GUIMARÃES (felipe@printerpress.com.br) – (11) 5582-1603
JULHO/2012

Relações

A ANEF se relaciona com outras entidades de classe, associações de diversos segmentos, órgãos governamentais, autoridades e instituições de ensino, promovendo eventos e discussões de assuntos de interesse comum e disponibilizando informações gerais sobre o mercado. Dessa forma, a ANEF estreita cada vez mais a relação entre as suas associadas e essas entidades.

ANEF
Localização
  • Alameda dos Maracatins, 992

  •        Bloco B, 11º Andar, Conjs.112/114
           04089-001 São Paulo - SP
           

  • (11) 5531-7314

Contato